Sobre a autora

A minha vida é um constante movimento. Vejo muita coisa, vivo muita coisa. Tenho muitas histórias para contar. 
As estátuas são inertes. Sempre no mesmo lugar. Não podem ver, não podem falar. Ah! Mas se engana quem acha que elas não tem nada para narrar.
Cada estátua traz em si uma história. Elas divulgam cultura, imagens de personalidades importantes, mitos, ideias, crenças, sentimentos, etc. Algumas delas existem há milhares de anos. Passaram por muitas coisas e trazem em si as cicatrizes de suas experiências. 
E eu me apaixonei por elas e passei a visitá-las em museus e palácios mundo afora. E fui acumulando fotos, dados, livros, história.
Perdida com tanta informação, resolvi organizar um site para elas. E fui percebendo que algumas haviam de tornado parte da minha vida.
E foi então que surgiu a ideia do blog.
Resolvi transformar todo esse conhecimento e as vivências que eu acumulava dentro do meu computador e dentro de mim em histórias. E como filhas (que não tive), quero agora lançá-las para o mundo e ver que caminho elas seguem.
Mas lembrem-se, não sou historiadora e apesar de professora, não ensino história. Sou simplesmente uma propagadora de informações e contadora de histórias.